sábado, 21 de março de 2015

Epitáfio XII

Nunca entendeu porque sentiu uma vontade incontrolável de gargalhar ao assistir Laranja Mecânica e de espirrar ao ver o Fabuloso Destino de Amélie Poulain.

Nenhum comentário:

Postar um comentário